Notícias

Geral 22 de Setembro de 2021

Atuação da equipe de Fisioterapia do HUST tem por objetivo diminuir o tempo e melhorar os desfechos das internações

Cabe ao fisioterapeuta que atua na área hospitalar realizar o diagnóstico e tratamento de disfunções cinético-funcionais com o objetivo de prevenir a perda ou restabelecer a funcionalidade dos pacientes internados. No Hospital Universitário Santa Terezinha (HUST), a equipe é formada por 10 profissionais, os quais, divididos em turnos, atuam na UTI Geral, UTI Covid, emergência e enfermarias em geral e de acordo com os fisioterapeutas, Antuani Baptistella e Silvano do Nascimento, a demanda tem sido cada vez maior.

— Esse aumento na demanda tem feito com que a profissão tenha cada vez mais visibilidade e valorização. Está sendo vista como essencial dentro do hospital e isso é muito importante — afirmou Antuani.

A equipe atua dando assistência aos pacientes e também na elaboração e aplicação de protocolos, como por exemplo: mobilização precoce, ventilação mecânica, ventilação não invasiva, participando de treinamentos e reuniões científicas para discutir estudos e novas evidências da área.

— O serviço conta com profissionais atuando em três turnos nas UTIs Covid onde há grande demanda dos serviços desse profissional. Atuamos em conjunto com a equipe multiprofissional no cuidado aos pacientes com COVID-19, com destaque ao suporte ventilatório e a pronação desses pacientes — explicou Silvano.

Os profissionais de fisioterapia do HUST atuam ainda desenvolvendo pesquisas na área de terapia intensiva. Um exemplo é um Ensaio Clínico Randomizado Multicêntrico que tem o objetivo de avaliar uma ferramenta de desmame e extubação de pacientes que estão na UTI, o qual, depois de ser desenvolvido no HUST, está sendo testado em outros hospitais do Sul do País.

— Estudos indicam que a atuação do fisioterapeuta no ambiente hospitalar diminui o tempo e melhoram os desfechos das internações e o HUST isso não é diferente. O protocolo utilizado pelos fisioterapeutas da UTI para o desmame dos pacientes que utilizam a ventilação mecânica reduz em até três vezes as taxas de falha na extubação — comentou Antuani.

Por fim, o fisioterapeuta ressalta que o objetivo maior da atuação da equipe é entregar o paciente na alta com melhor capacidade funcional, o que impacta em sua qualidade de vida.

— Continuaremos dedicados e em constante atualização para oferecer o melhor aos pacientes que necessitam de atendimento no HUST — finalizou.

X
Configuração de Cookies:
Cookies Essenciais (Obrigatório)

Esses cookies permitem funcionalidades essenciais, tais como segurança e suas permissões.

Cookies Analíticos

Esses cookies nos ajudam a entender como os visitantes interagem com nosso site.